FAIL (the browser should render some flash content, not this).
1
Das nossas áreas de trabalho destacamos as seguintes.
2

Plano de Emergência e Plano de PrevenÇÃo (Plano de Segurança – Medidas de Autoprotecção)

No âmbito da segurança contra incêndios TODOS os edifícios e recintos no decurso da sua exploração devem possuir um Plano de Segurança apreciado pela ANPC, implementado e testado. O Plano de Segurança é elaborado em função de vários factores que definem a Categoria de Risco, como sejam as medidas de auto-protecção (Artigo 21.º do Decreto Lei n.º 220/2008 e Artigo 198º da Portaria n.º 1532/08) necessárias em edifícios e recintos durante a exploração ou utilização dos mesmos, para o cumprimento da legislação em vigor, variam em função da Utilização-tipo e da categoria de risco. Consideram-se de forma global as seguintes:

  • Medidas preventivas, que tomam a forma de Procedimentos de Prevenção ou Planos de Prevenção
  • Medidas de intervenção em caso de incêndio, que tomam a forma de Procedimentos de Emergência ou de Planos de Emergência Interno
  • Registos de segurança onde devem constar os relatórios de vistoria ou inspecção, e relação de todas as acções de manutenção e ocorrências directa ou indirectamente relacionadas com a SCIE
  • Formação em SCI, sob a forma de acções destinadas a todos os funcionários e colaboradores das entidades exploradoras, ou de formação específica, destinada aos delegados de segurança e outros elementos que lidam com situações de maior risco de incêndio
  • Simulacros, para teste do plano de emergência interno e treino dos ocupantes com vista a criação de rotinas de comportamento e aperfeiçoamento de procedimentos
  • Definida a periodicidade mínima em função da categoria de risco e Utilização-tipo

A Organização da Resposta à Emergência passa pela elaboração de Procedimentos/Plano de Emergência Interno (PEI), por forma a planear com a devida antecedência as possíveis situações de emergência. As Medidas de Emergência devem ter uma estrutura simples, organizada com o objectivo de permitir gerir as actuações, em caso de acidente, numa óptica da eficácia máxima. Assim, devem ser utilizados documentos de apoio claros e concisos, plantas e desenhos simplificados.

As Medidas de Prevenção (Procedimentos/Plano) são um documento dinâmico e pretende constituir uma ferramenta que garanta que todos os sistemas ou equipamentos instalados e relacionados com as condições de segurança efectivamente, funcionem. Por outro lado, procura estabelecer as regras de exploração que todos os utilizadores dos referidos edifícios devem respeitar. Acresce referir ainda e não menos importante, a responsabilização das condições de segurança contra incêndios relativamente aos seus órgãos de gestão ou de administração.

A Consulsafety possuidora de uma vasta experiência de concepção e de implementação de Planos de Emergência e de Planos de Prevenção para uma grande variedade de estabelecimentos, sempre em parceria com os seus clientes, está disponível para apoiar na concepção, desenvolvimento e implementação destes documentos bem como para planear, conceber, executar e avaliar os exercícios de simulação de acidente com vista a validar a adequação dos documentos produzidos a cada organização.
 
Copyright © 2006 Consulsafety. All rights reserved. Privacy policy